Menu

Câmara de Curitiba decide cassar mandato de vereador que invadiu igreja

22 JUN 2022
22 de Junho de 2022
Renato Freitas foi acusado de decoro por invadir igreja católica em manifestação.

Renato Freitas (Foto: Divulgação/Câmara Municipal de Curitiba)

A Câmara de Curitiba decidiu nesta terça-feira (21) cassar o mandato do vereador petista Renato Freitas, que invadiu uma igreja durante manifestação de extrema esquerda. Por 25 votos favoráveis, 7 contrários e 2 abstenções, a Câmara de Curitiba decretou a perda do mandato do parlamentar.

O agora ex-vereador não compareceu à sessão de votação que culminou em sua perda do mandato, que deve se repetir na quarta-feira, 22 de junho, quando acontecerá a segunda votação do decreto pela perda do mandato.


Freitas é acusado de quebra de decoro por invadir a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, em fevereiro, durante uma manifestação com militantes de extrema esquerda.

Na ocasião, o vereador do PT decidiu discursar dentro da igreja, acusando os católicos de serem coniventes com o racismo e com autoridades “fascistas”, como um “policial que está no poder”.


Além das críticas da sociedade, a atitude também gerou pedidos de cassação do mandato do vereador da esquerda radical. Criticas foram feitas inclusive de pessoas ligadas à esquerda, que não concordaram com a invasão do templo.

Até mesmo o presidente Jair Bolsonaro se manifestou sobre o episódio. Por meio das redes sociais, ele afirmou que o ato representa a “verdadeira face de ódio” por parte da esquerda.


Fonte: Gospel Prime


Voltar
Tenha também o seu site. É grátis!